Jovem missionário guarapuavano vai para a África

Wesley de Matos Fonseca trabalhará na Missão da Igreja Católica em Guiné-Bissau por 2 anos.

19/09/2022 07H00


O termo católico, do grego “katholikos”, significa “universal”. A Igreja é para todos, para tudo e, segundo o Papa Francisco, “a alegria do Evangelho, que enche a vida da comunidade, é uma alegria missionária” (EG 21). Cumprindo seu dever missionário, a Igreja do Paraná mantém há mais de oito anos um projeto de apoio ao povo de Guiné-Bissau, na África. A iniciativa, chamada Missão São Paulo IV, é coordenada pelo Regional Sul 2 da CNBB e, além dos trabalhos de evangelização, já levou assistência médica, construiu uma escola, distribuiu mais de 15.000 Bíblias e trouxe um pouco de dignidade para comunidades carentes da cidade de Quebo, diocese de Bafatá.

Durante esse tempo, um grande número de paranaenses ajudou nos trabalhos missionários ad gentes naquele país. Recentemente, o jovem Wesley de Matos Fonseca, da paróquia Bom Jesus, de Guarapuava, recebeu a notícia de que o Conselho Missionário Regional (COMIRE) o qualificou como vocacionado para a Missão, e deve embarcar para a África no dia 2 de novembro de 2022, para permanecer 2 anos em Guiné-Bissau. Antes, porém, deve receber formações em missiologia, liturgia, antropologia teológica e diversas questões práticas sobre a missão. O curso está sendo realizado entre os dias 5 e 16 de setembro.

Clique aqui para conhecer melhor a Missão São Paulo IV.

No Paraná, existe um grande número de voluntários para participar da Missão, porém nem todos podem ir. Segundo o secretário executivo do Regional Sul 2 da CNBB, padre Valdecir Badzinski, “tem que se levar em conta alguns aspectos, como a família do missionário, estudo, questão financeira, questões eclesiais, envolvimento na comunidade, idade e equilíbrio em todas as dimensões humanas”.

Na escolha dos candidatos, o COMIRE também considera as necessidades da missão. “Quando a realidade do missionário e a realidade da missão se encontram, selecionamos essa pessoa, preparamos e enviamos. Com o Wesley, foi esse processo. Quando harmonizaram as necessidades, seu nome foi escolhido. Foi aprovado por sua família, por sua paróquia, por sua diocese e assim ele está se preparando para o serviço missionário”, concluiu padre Valdecir.

Apesar da pouca idade, 23 anos, Wesley já possui vasta experiência missionária. Em Guarapuava, é Ministro da Eucaristia, trabalha na formação dos acólitos da paróquia Bom Jesus e é membro atuante da Renovação Carismática Católica (RCC). Já trabalhou como mestre de cerimônias e missionário da Comunidade Raios de Misericórdia por três anos na cidade de Medianeira, diocese de Foz do Iguaçu.

Antes de partir para a África, Wesley visitará as paróquias de Guarapuava para se apresentar às comunidades e falar sobre a Missão. No dia 29 de outubro, às 19 horas, será realizada a Missa de Envio, na Catedral Nossa Senhora de Belém, presidida pelo bispo diocesano, dom Amilton Manoel da Silva, CP.

“Conto com suas orações. Quero que vocês me conheçam, e saibam quem é o missionário que está indo para a África. Também conto com sua colaboração e sua presença na Missa de envio”, afirmou Wesley em vídeo de divulgação para a diocese.
 

Veja Mais