Sagrada Família - Mensagem de Dom Amilton Manoel da Silva, CP

A Liturgia celebra hoje a Sagrada Família.

A Liturgia celebra hoje a Sagrada Família. O próprio Filho de Deus, vindo ao mundo, quis seguir o caminho de todos: fazer parte de uma família simples e humilde; as leituras bíblicas apresentam valores da família.

A 1ª leitura (Eclo 3,3-7.14-17) mostra que a fidelidade aos ensinamentos de Deus assegura a harmonia familiar. “Honrar Pai e Mãe” significa reconhecer a sua importância como instrumentos de Deus, fonte de vida. Como recompensa desta atitude, o filho (a) terá o perdão dos pecados, a alegria, a vida longa e a atenção de Deus.

Na 2ª leitura (Cl 3,12-21), São Paulo aponta o ideal da vida cristã como caminho seguro para construir a harmonia familiar e conclui aplicando isso à vida familiar, dando recomendações aos maridos... às esposas... aos filhos... aos pais...

O Evangelho (Lc 2,41-52) nos apresenta a Sagrada Família de Nazaré, como modelo de todas famílias. Quando Jesus se desvia da comitiva, aos 12 anos, o pai e a mãe vão à procura do filho perdido e o encontram, no templo, depois de três dias. E Jesus faz duas perguntas: “Por que me procuravam? Não sabiam que eu devo estar naquilo que é de meu Pai?” Deus é o verdadeiro Pai de Jesus e a sua prioridade é realizar a missão confiada pelo Pai; Jesus é obediente ao Pai, embora pareça desobediente a Maria e a José. E o texto conclui dizendo: “Jesus voltou a Nazaré com seus pais e permaneceu obediente a eles e crescia em sabedoria, idade e graça, diante de Deus e dos homens”. Obedecer significa acolher os ensinamentos e manter fidelidade a Deus. O que a família de Nazaré tem a dizer às nossas famílias?

Bom domingo!
Deus te abençoe.